Monday, April 23, 2007

iniciando a série "cúpulas"






















1 Comments:

Anonymous Luís Filipe said...

Em plena Avenida Independência, um elogio urbano aos transeuntes desencantados e pragmáticos.
Afinal, quem repara nessas coisas - excluídos os chatos academicistas de plantão, que ao reproduzir de forma diluída e categórica os discursos a granel sobre o espaço urbano, julgam ter descoberto a América?
Em meio ao profundo mau gosto da arquitetura dos prédios espelhados e demais (des)(cons)tru(i)ções assassinas de tudo o que se possa considerar vivo numa cidade, restam esquecidas nalgum ponto periférico das vistas que só sabem reconhecer o que pensam ser foco, formas há muito banidas de nossa cada vez mais estreita criatividade cultural.
Por essas e outras, às vezes penso que o olvido ainda é uma das melhores formas de resistência.
As cúpulas, enquanto isso, de algum modo (ainda)resistem.

7:18 AM  

Post a Comment

<< Home